Commit 1b2342e6 authored by Gabriel's avatar Gabriel
Browse files

Edição REG TCP - primeira versão

parent d0682be1
......@@ -113,23 +113,65 @@ Parágrafo único - Após cada encontro de orientação deverá ser feito um rel
## CAPÍTULO IV DO DESENVOLVIMENTO DAS DISCIPLINAS DE TCP
### Seção I - O PROJETO
Art. 14 - O TCP caracteriza-se pela execução do Projeto de Jogo, defesa final e entrega de todo o material de projeto relevante no repositório do curso na biblioteca.
Art. 15 - A conclusão de todos as disciplinas de TCP constitui-se atividade e condição obrigatória para conclusão do curso.
### Seção II - GRUPOS E EQUIPES
Art. 16 - O Projeto de Jogo será organizado em grupos/equipes.
§ 1.o - Quando da apresentação da proposta do Projeto de Jogo, o(s) aluno(s) deverá(ao) comunicar por escrito, ao Professor Responsável, a composição de sua equipe.
§ 2.o Preferencialmente não deverá haver grupos de apenas um componente, pois o trabalho colaborativo faz parte da experiência/aprendizado do TCP. Podendo haver exceções por recomendação do docente responsável ou no caso de haver numero insuficiente de alunos inscritos na disciplina.
§ 3.o Não existe limite para o tamanho máximo do grupo (apenas mínimo), assim ficando a critério do docente definir limites e regras para formação de grupos.
§ 4.o Cabe ao Professor Responsável definir como os grupos devem gerir seus componentes, explicitando se pode haver troca de membros ou “contratações”/“demissões”.
### Seção III - TEMAS DE PROJETO
Art. 16 - O tema para cada disciplina de TCP está descrita em sua respectiva ementa.
§ 1.o - Quando da apresentação da proposta do Projeto de Jogo, o(s) aluno(s) deverá(ao) comunicar por escrito, ao Professor Responsável, a composição de sua equipe, quando houver, e a sugestão do Professor Orientador.
§ 1.o O tema do projeto de jogo deve estar alinhado ao tema do TCP e sempre que possível privilegiar diretrizes curriculares.
§ 2.o O projeto deve ter sua classificação indicativa divulgada antes de qualquer apresentação.
§ 3.o Temáticas envolvendo assuntos que possam ofender grupos específicos (linguagem imprópria de cunho discriminatório, racista, misógino, machista, homofóbico ou semelhantes) devem ser consultados e aprovados pelo professor responsável.
§ 4.o Caso haja dúvidas do docente sobre a natureza do tema escolhido, e quanto a sua adequação para uso no TCP é recomendável consultar grupos institucionais adequados (NAPNE, NEABI, COTP, outros).
### Seção IV - CRONOGRAMA DE AVALIAÇÕES
Art. 17 - Os professores responsáveis pelas disciplinas de TCP devem criar e divulgar, no inicio do semestre, um cronograma público de acompanhamento, que inclua as datas de apresentações e outras ações avaliativas.
§ 2.o - O documento citado no parágrafo 1.o deverá conter a concordância do Professor Orientador proposto.
§ 1.o O cronograma de apresentações deve ser montado em conjunto pelos professores de TCP a cada semestre. É necessário que todos concordem, assinem e divulguem para toda a comunidade o cronograma de apresentações.
§ 2.o Não deve haver apresentações na semana de VS, dias de COC ou outras reuniões do curso técnico e graduação.
§ 3.o É recomendado 3 apresentações (Inicial, Qualificação, Final)
### Seção V - LOCAL E METODOLOGIA DE APRESENTAÇÃO
Art. 17 - As avaliações intermediárias ou finais devem seguir o seguinte protocolo:
* I - As apresentações devem ser realizadas no horário da respectiva disciplina de TCP em conformidade com o cronograma do aprovado.
* II - Caso o número de ouvintes (técnicos, turmas dos professores da banca ou alunos interessados) seja maior que os assentos da sala é recomendado o uso do auditório, com exceção de TCPs que necessitem de infraestrutura especial (jogos multiplayer).
* III - O docente irá estipular se as apresentações intermediárias serão apenas para a turma e banca ou aberta ao público em geral do campus. Sendo que a apresentação final deve sempre ser aberta.
* IV - Professores do curso que previamente acordaram em compor a banca, caso estejam em aula no dia e horário da apresentação, podem optar por levar turma para apresentação e realizar presença normalmente.
Parágrafo único - Nenhuma apresentação deve ser realizada fora do período letivo do curso (matutino).
### Seção VI - AVALIAÇÃO DE PROJETOS
Art. 17 - A avaliação do Projeto de Jogo será organizada pelo Professor Responsável, de acordo com o estabelecido em normas complementares.
Art. 18 - Os Projetos de Pesquisa serão avaliados com base nos seguintes critérios:
Art. 17 - No caso da avaliação final é necessário que o grupo/equipe apresenta o comprovante de depósito do projeto com a coordenação e biblioteca.
Art. 18 - Os Projetos de Jogo serão avaliados com base nos seguintes critérios:
- I. Relevância na área do curso e tema do TCP.
- II. Documentação
- II. Exeqüibilidade e cronograma de execução.
- III. Resultado (Protótipo ou Produto).
- IV. Outros critérios relevantes para particularidades de cada TCP.
Parágrafo único - O Professor Responsável poderá atribuir grau de forma coletiva ou individual, desde que os critérios de avaliação e atribuição de grau sejam descritos no plano de aula.
Art. 19 - São condições necessárias para aprovação em TCP:
- I. Freqüência igual ou superior a 75% nas atividades programadas pelo Professor Responsável e Professor Orientador.
......@@ -139,7 +181,9 @@ Art. 19 - São condições necessárias para aprovação em TCP:
- V. Comprovação de estar cursando ou já ter cursado todos os pré-requisitos/co-requisitos para o TCP em questão.
- VI – Defesa e aprovação no seminário público de defesa final do TCP.
§ 1.o- As avaliações da proposta do Projeto de Jogo e da avaliação parcial (quando houver), serão feitas por uma banca composta de pelo menos 3 (três) professores, incluindo o Professor Orientador, organizada pelo Professor Responsável.
§ 1.o - As avaliações da proposta do Projeto de Jogo e da avaliação parcial (quando houver), serão feitas por uma banca composta de pelo menos 3 (três) professores, incluindo o Professor Responsável.
§ 2.o - Todos os membros da banca recebem um certificado de participação. Sendo responsabilidade do professor da disciplina organizar a emissão do certificado.
Art. 20 - A defesa final constitui-se requisito obrigatório para aprovação e será realizada em forma de seminário público.
......@@ -147,7 +191,19 @@ Art. 20 - A defesa final constitui-se requisito obrigatório para aprovação e
§ 2.o - A documentação também deverá conter as atas das reuniões/encontros realizados com o Professor Responsável.
Art. 21 - O desenvolvimento do TCP e a defesa final deverão acontecer no prazo de um período letivo.
Art. 21 - Apresentações de mais de 1 grupo/equipe devem seguir o seguinte protocolo.
* I - Cada grupo de TCP terá, no máximo, 15 minutos para apresentar.
* II - A apresentação deve ser cronometrada, e ao atingir o limite estabelecido o grupo terá 1 minuto adicional para encerrar.
* III - É permitido que um novo tempo (apenas maior) de apresentação seja proposto pelo docente da disciplina, desde que informado a banca previamente e nenhuma apresentação fique fora do horário da disciplina.
* IV - A ordem de apresentação será por sorteio. Se o primeiro grupo se ausentar ou atrasar o início da apresentação poderá ser penalizado.
* V - Os outros grupos poderão se voluntariar para adiantar suas apresentações caso algum grupo esteja ausente.
* VI - O docente em conjunto com CSTI deve garantir que a sala onde será a feito a defesa dos projetos esteja condições para realização da apresentação.
Art. 21 - O desenvolvimento do TCP e defesa final deverão acontecer no prazo de um período letivo, sem incluir a semana de verificação suplementar.
Art. 22 - O projeto que não atingir o grau mínimo de aprovação e também estiver dentro da média de verificação suplementar terá direito a recuperação dentro do período estabelecido pelo calendário institucional.
Parágrafo único - O processo de verificação suplementar deverá ser informado pelo professor em conjunto com o plano de aula.
## CAPÍTULO V DA DISPONIBILIZAÇÃO E DIVULGAÇÃO DOS TRABALHOS
......@@ -173,7 +229,7 @@ Art. 31 - Os casos omissos a este regulamento serão resolvidos pelo Coordenador
---
## Adições técnicas
## Notas técnicas
Orientações para TCP
O presente documento serve para ajudar na uniformização das disciplinas de TCP:
......
Supports Markdown
0% or .
You are about to add 0 people to the discussion. Proceed with caution.
Finish editing this message first!
Please register or to comment